Compromisso do avivamento

 

         DEPOIS disto me fez voltar à porta da casa, e eis que saíam águas por debaixo do umbral da casa para o oriente; porque a face da casa dava para o oriente, e as águas desciam de debaixo, desde o lado direito da casa, ao sul do altar. E, tendo eu voltado, eis que à margem do rio havia uma grande abundância de árvores, de um e de outro lado. Então disse-me: Estas águas saem para a região oriental, e descem ao deserto, e entram no mar; e, sendo levadas ao mar, as águas tornar-se-ão saudáveis. E será que toda a criatura vivente que passar por onde quer que entrarem estes rios viverá; e haverá muitíssimo peixe, porque lá chegarão estas águas, e serão saudáveis, e viverá tudo por onde quer que entrar este rio. E junto ao rio, à sua margem, de um e de outro lado, nascerá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer; não cairá a sua folha, nem acabará o seu fruto; nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e o seu fruto servirá de comida e a sua folha de remédio (Ezequiel 47.1, 7,8,9,12).


 

       Na visão de Ezequiel, ele vê um rio que brota dos alicerces do templo, e por onde passa produz cura, vida e restauração. Até o mar morto é  transformado pelo toque das águas purificadoras deste rio e começa a produzir variedades de peixes em grande quantidade.

       Esta passagem é um retrato do avivamento que Deus quer que experimentemos, avivamento de pessoas, que começa dentro de nós, e na medida que damos lugar a este mover do Espírito, outras pessoas são atingidas e contagiadas pela vida de Deus. Avivamento é quando a vida de Deus pulsa onde a morte estava em operação.

 

1-     Onde começa o avivamento?

 

      Neste texto vemos que as águas nascem a partir dos alicerces do templo (47.1). As águas representam a vida de Deus gerada pelo Espírito Santo. Nesta dispensação, nós entendemos que o templo de Deus somos nós. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? (I Coríntios 3 : 16). Muitos esperam o avivamento vir de fora, mas o avivamento começa dentro de nós! O lugar que Deus habita é no nosso espírito, é de lá que a vida de Deus se manifesta. Vejamos: Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. (João 7 : 38). Deus começa o avivamento a partir de mim e de você! O Espírito Santo foi derramado sobre nós!

 

2-     Compromisso dos alicerces.

 

      As águas nascem debaixo do templo. É dos alicerces que a vida de Deus começa a fluir! Como Templo de Deus, nós temos que possuir alicerces para suportar as provações da vida e ser um canal da vida de Deus ao nosso próximo. O alicerce existe quando você se compromete em crer e obedecer a palavra de Deus, independente das circunstâncias ou problemas da vida. è ter firmeza e posicionamento espiritual.

 

3-     Compromisso em crescer níveis de intimidade com Deus.

 

      Na medida que Ezequiel avançava e media as águas, elas se tornavam cada vez mais profundas. Isso nos dá a entender que existem níveis de intimidade espiritual nesta vida em Deus (Ezequiel 47.3-5). Deus não faz acepção de pessoas e não dá o Espírito por medida, mas vejamos o que está escrito em 1 Coríntios 2.9  “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam”. Nós que determinamos que nível de intimidade podemos ter com Deus. Quanto mais amamos a Deus ( neste contexto “amar” significa gastar tempo e nós investimos maior parte do nosso tempo pelas coisas que nós mais amamos. ), Deus nos mostrará coisas que a maioria das pessoas não vêem, ouviremos revelações que grande parte dos cristãos nunca ouviram. Eu determino o nível de intimidade que quero ter com Deus, na medida que me edifico no Espírito orando em línguas, meditando na palavra de Deus, adorando ao Senhor, me enchendo do Espírito. E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;(Efésios 5.18-19). Você pode experimentar uma comunhão com Deus que você nunca imaginou ser possível! Invista seu tempo em buscar mais da presença poderosa de Deus. Deixe-se encher do Espírito!

 

4-     Compromisso em deixar a vida de Deus transbordar.

 

       O rio que Ezequiel viu, produzia vida em todo o lugar que passava. Tudo era transformado através do toque deste rio. O mar morto que é caracterizado por ser um rio impossível de haver vida marinha, devido a grande quantidade se sal e minérios, foi transformado nesta visão. O mar morto é um rio que só recebe e não deságua, isso explica sua grande riqueza em minérios, mas também sua grande pobreza em questão de produzir vida. Muitas pessoas são como o mar morto - só recebem, não compartilham, vivem só para consumirem recursos, não produzem nada de significativo no Reino espiritual, são as famosas “ sanguessugas”. Ma s Deus promete curar o “Mar Morto”.

      Deus quer desenvolver essa vida em nós para nos curar e alcançar os mortos espirituais para que possam receber vida. Algumas coisas querem impedir o desenvolvimento dessa vida em nós: pecados escondidos, mágoas, rancor, falta de perdão, incredulidade e outros obstáculos que precisam ser arrancados de nossa vida. Não devemos impedir o transbordar desta vida de Deus em nós, por isso temos que nos achegar em fé junto ao Senhor, confessar e abandonar todo pecado conhecido para que o rio de Deus venha purificar-nos de toda e qualquer impureza alojada em nosso interior. Desta forma Deus também irá curar e salvar as pessoas que estão próximas, no nosso grupo de oração, na nossa família, casamento, nosso trabalho, na faculdade, enfim, onde estivermos seremos uma benção, pois a unção irá transbordar e alcançar vidas que precisam de avivamento espiritual!

 

Meu irmão deixe fluir a vida de Deus em você! Deixe ela desenvolver até transbordar!

IGREJA PRESBITERIANA HEBROM

Rua William G. Pereira, n° 181 - Jd. Maria Antônia - Sumaré - SP -Fone: (19) 3832-6636

 

  Site Map